4 Meios de pagamentos digitais que sua empresa precisa conhecer!

Veja mais

As empresas que desejam se adequar às novidades e oferecer soluções completas para seus clientes precisam adotar meios de pagamentos digitais. Eles estão cada vez mais em alta e trazem algumas vantagens tanto para os consumidores quanto para as companhias.

Contudo, é preciso conhecer o funcionamento de cada um para verificar quais soluções são adequadas para as empresas. Afinal, elas têm características diferentes e podem trazer custos para a implementação.

A seguir você entenderá por que utilizar meios de pagamentos digitais e as 4 principais alternativas para a sua empresa. Confira!

Por que utilizar meios de pagamentos digitais?

Os meios de pagamentos digitais são aqueles em que a transferência de valor não é feita de maneira física, com a utilização de dinheiro. Eles realizam operações entre contas ou carteiras do comprador e do vendedor por meio de uma autorização online.

Essas formas de transação trazem praticidade para ambas as partes, que têm um controle facilitado dos pagamentos que realizam ou recebem. Além disso, elas são mais ágeis. Afinal, os sistemas utilizados operacionalizam a operação em segundos e sem burocracia.

Os pagamentos digitais também proporcionam compras que antes eram muito difíceis de serem realizadas. O e-commerce, nesse universo, ganha destaque. Afinal, a modalidade cresceu fortemente em tempos de pandemia e conquistou consumidores.

As possibilidades da venda pela internet atraem os clientes, tanto pelo preço mais baixo quanto pela alta oferta de produtos diferenciados. Com o pagamento digital, essa prática é facilitada e segura — desde que o cliente encontre sites confiáveis.

Logo, se a sua empresa ainda não utiliza esses meios de pagamento, é preciso se adequar. Essa prática gera valor para o estabelecimento e atrai mais compradores, tendo em vista que muitos deles preferem um pagamento prático.

Quais são os 4 principais meios de pagamentos digitais?

A seguir você conhecerá os 4 principais meios de pagamentos digitais. Ao conhecer as características de cada um você poderá definir aqueles que são adequados para a sua empresa.

Acompanhe!

1. Cartões de crédito e débito

Os cartões de crédito e débito são uma das formas de pagamento mais utilizadas entre os consumidores. Muitas pessoas já preferem focar nesses recursos em vez de pagar com dinheiro físico. Então eles são muito relevantes para todas as empresas.

Conforme uma pesquisa de 2018, promovida pelo Banco Central brasileiro, o dinheiro representava 52% das formas de recebimento de pagamentos. Ele é seguido pelo cartão de crédito, com 31%, e pelo cartão de débito, com 15%.

Diante das novas práticas desenvolvidas na pandemia de 2020, essas preferências já podem ter mudado. Além disso, os cartões se destacam para montantes maiores, como nas compras acima de R$ 100, e superam o dinheiro — principalmente pela praticidade.

Por isso, é fundamental contar com a alternativa em seu estabelecimento. Para utilizar esse meio de pagamento, a empresa precisa ter as adquirentes ou sub-adquirentes. Elas são instituições que operacionalizam a solução, sendo as intermediárias entre bandeiras, bancos e empresas.

Seu funcionamento é bem simples: o cliente utiliza o cartão para pagamento e os valores serão depositados em uma conta da empresa. No crédito, pode haver a opção de parcelamento. E geralmente a empresa precisa de um período de espera para receber a quantia.

Aqui é importante conhecer a antecipação de recebíveis. Esse serviço é oferecido por securitizadoras e funciona como uma cessão de créditos. Assim, a sua empresa cede o direito dos valores a receber para a instituição contratada — que, por sua vez, faz o pagamento à vista para você.

Com esse adiantamento é possível ter mais previsibilidade de caixa. E sua empresa pode utilizar os recursos para investir em expansão ou pagar dívidas de curto prazo. Isso reduz o pagamento de juros e serve como uma forma de aumentar o capital de giro.

2. Débito automático

O débito automático é um meio de pagamento mais utilizado para contas de consumo, como internet, luz e água. Então ele pode ser uma alternativa interessante se a sua empresa cobrar por serviços mensais.

O seu funcionamento é bastante conhecido, mas é preciso ter parcerias para que o pagamento funcione. Por meio do débito automático, o desconto do valor pago é feito diretamente na conta do consumidor de acordo com a fatura.

Assim, é necessário que o cliente aprove esse pagamento por escrito, para trazer mais segurança e evitar problemas posteriores. Além disso, a empresa também precisa programar o débito com o consumidor e contratar o serviço nos bancos que o oferecem.

Esse pagamento costuma ser útil para contas mensais, pois ele evita o atraso — o que previne a cobrança de juros e multa para o consumidor. Contudo, é preciso ficar atento para que tudo seja cobrado como combinado e não haja débitos indevidos.

3. Pix

O pix é uma forma de transferência bancária lançada no final do ano de 2020 pelo Banco Central brasileiro. Ele é um sistema de pagamento que funciona de maneira instantânea, diretamente entre as duas partes e em qualquer dia ou horário.

É comum comparar essa opção com o TED, o DOC e outras formas de transferências digitais. Mas o pix demonstra algumas vantagens importantes: primeiro porque não há tarifas ou taxas cobradas. O segundo benefício é a não limitação de horário como ocorre nas outras alternativas.

Logo, trata-se de uma opção menos custosa e mais prática para realizar transferências. Basta criar uma chave pix nas contas bancárias da empresa. A transferência é realizada pelo internet banking.

Assim, não é preciso ter um aplicativo diferente daquele que a empresa ou os clientes já utilizam. Contudo, é fundamental verificar quais são os limites de transação e as regras de pix para negócios em seu banco.

4. Cupons e vouchers

Os cupons e vouchers são meios alternativos e digitais de pagamentos para a sua empresa. Eles funcionam como descontos e são vendidos ou concedidos aos clientes e terceiros para que eles utilizem no seu estabelecimento.

O voucher é um cartão que dá direito ao desconto em produtos e serviços. Assim, a empresa concede os cartões ao seu cliente após ele completar determinado objetivo. Um exemplo é oferecer um voucher quando o consumidor gasta mais do que determinada quantia em uma compra.

Esses descontos podem ser percentuais ou um valor fixo. Ademais, os vouchers também podem garantir brindes ou troca de pontos, por exemplo. Com eles, é possível oferecer benefícios e fidelizar seus clientes.

Agora você já conhece 4 meios de pagamentos digitais e como cada um deles funciona. Vale a pena ressaltar que, em muitos deles, há a possibilidade de antecipar os recebíveis — trazendo ainda mais benefícios para sua empresa.

Quer conhecer como funciona a antecipação de recebíveis e entender todos os benefícios da alternativa? Então entre em contato com a Multiplike!

Voltar