Análise de crédito: o que é e qual seu papel na gestão de risco?

Veja mais

Ao organizar os processos, as empresas devem pensar na flexibilidade das opções de pagamento. Muitos clientes podem desistir do negócio devido ao excesso de rigidez ou impossibilidade de comprar a prazo. Devido a isso, é importante que a companhia saiba o que é análise de crédito .

Ela permite conhecer melhor o cliente e identificar sua propensão ao endividamento para fechar negócios mais seguros. Assim, uma análise eficiente ajuda a mitigar o grande desafio que é a inadimplência.

Neste artigo, você entenderá o que é análise de crédito, como funciona e qual o seu papel na gestão de risco. Não perca!

O que é análise de crédito?

Para oferecer crédito a um consumidor, os estabelecimentos comerciais e as instituições financeiras buscam assegurar que receberão o pagamento devido. Nesse sentido, a análise de crédito é o processo criado para oferecer essa segurança a quem precisa.

Por meio dela, as empresas conseguem avaliar as chances de o cliente ser um bom pagador. Nas instituições financeiras, o processo é necessário em grande parte das operações. Ele é aplicado desde a solicitação de empréstimos e financiamentos até a venda por meio de cartão de crédito.

Como funciona?

Ao solicitar de crédito, o cliente provavelmente passará por uma análise de perfil. Para aumentar as chances de aprovação, é necessário conferir algumas informações. Entre elas, estão os dados cadastrais, como CPF, nível de escolaridade, profissão e rendimentos.

A empresa também precisará saber se o cliente não tem nenhuma pendência com bancos. A partir dos dados pessoais é possível consultar órgãos como a Serasa ou o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito).

Ademais, a análise pode incluir o perfil de crédito, que permite saber como é o relacionamento do consumidor com o mercado de crédito. Uma ferramenta que costuma ser usada para isso é o score de crédito – pontuação que representa a saúde financeira de uma pessoa.

Por fim, o processo avalia a renda, visando determinar se o cliente é capaz de arcar com seus compromissos financeiros. Por exemplo, pagar as faturas do cartão de crédito em dia. Ela ainda ajuda a entender se o limite do cartão ou as parcelas de empréstimo estão alinhados ao rendimento.

Portanto, o processo cruza dados e levanta informações confiáveis sobre a capacidade financeira do cliente – inclusive se for uma pessoa jurídica. Se tudo estiver de acordo com os critérios da instituição, o crédito pode ser aprovado e a transação efetivada.

Qual o papel na gestão de risco de uma empresa?

A possibilidade de inadimplência dos clientes resulta no chamado risco de crédito para as empresas. Além de desequilibrar o fluxo de caixa, esse problema pode prejudicar o capital de giro e o cumprimento dos compromissos assumidos.

O risco de inadimplência costuma estar presente nas transações financeiras que tenham a confiança como um de seus pilares. É o caso da venda a prazo. Diante disso, o controle da situação é uma forma eficiente de reduzir os riscos inerentes ao negócio.

O processo também ajuda a garantir que a empresa poderá lidar com os eventuais prejuízos derivados da inadimplência. Por isso, a gestão de risco conta com a análise de crédito entre suas ferramentas.

O objetivo da estratégia é reduzir o risco de crédito – atuando como mecanismo de proteção. Logo, ela permite tomar decisões mais seguras, com maior aproveitamento das oportunidades de negócio.

Para isso, é importante investir na capacitação para que a equipe tenha condições de identificar os riscos envolvidos nas transações. Também é necessário desenvolver uma cultura de crédito sólida e adequada às características do empreendimento e do mercado.

Dessa forma, é possível reduzir, ao máximo, as incertezas para aproveitar as oportunidades e gerar valor.

Quais as vantagens de fazer uma análise de crédito?

A análise de crédito permite prestar serviços, vender produtos e fechar contratos com mais segurança. Isso traz tranquilidade para a equipe financeira e permite que você possa antecipar os recebíveis, se for necessário.

A antecipação de recebíveis é uma forma inteligente de dar fôlego ao fluxo de caixa. No entanto, se os seus clientes não tiverem um bom score de crédito, por exemplo, é possível que a antecipação não seja aprovada.

Dessa forma, a empresa não poderá contar com o dinheiro das suas vendas antecipadamente. Ao aplicar a análise de crédito, por outro lado, você terá uma preocupação a menos – o que pode ser ainda mais importante em momentos de crise.

A prática também permite que você tenha mais tempo para se dedicar a outras atividades mais relevantes para o negócio. Ainda, há maior produtividade na gestão. Afinal, é tranquilizador saber que as vendas fechadas nos últimos tempos têm menores chances de trazer problemas.

O resultado é o aumento da vantagem competitiva. Mas é importante ter em mente que não adianta trabalhar com suposições ou análises superficiais. Por exemplo, um cliente sem histórico de inadimplência na empresa pode estar com problemas financeiros mesmo sem você saber.

Ou seja, se a decisão de conceder o crédito for baseada apenas no histórico de relacionamentos, a empresa pode ter um problema inesperado. Por esse motivo, trabalhar com um conjunto de informações é sempre o mais indicado.

Outra possibilidade seria o cliente tentar fechar o negócio acreditando, pelas próprias contas, que terá condições de honrar seu compromisso. No entanto, ele pode ter imprevistos financeiros, resultando em dificuldades que podem impedir o pagamento.

Desse modo, é sempre importante lembrar que inadimplência nem sempre é resultado de má-fé. Então é responsabilidade do seu negócio tomar as medidas de precaução adequadas.

Por que considerar a análise de crédito?

Como você viu, uma boa análise de crédito evita riscos de inadimplência, o que pode prejudicar o andamento dos negócios. Assim, a empresa pode ter uma certeza maior de que o cliente pagará o que deve – permitindo a implementação de processos estratégicos, como a antecipação de recebíveis.

Agora que você sabe o que é análise de crédito, pode entender que o processo é fundamental para o sucesso das negociações. Ela tem a função de garantir a estabilidade e regularidade da empresa. Além disso, permite o fechamento de bons negócios para a organização.

Por isso, considere a análise de crédito e o seu importante papel para gerir cada vez melhor o seu negócio!

Gostou do conteúdo? Aproveite para complementar a leitura e conheça 5 vantagens da securitização de recebíveis para sua empresa!

Voltar