Análise de risco: por que considerar a pulverização da carteira ao investir?

Veja mais

Os riscos fazem parte de todos os investimentos, mas não é necessário assumir tantos ao compor a sua carteira. Para conhecer e definir o nível de segurança do investimento, a análise de risco é uma etapa essencial e que poderá ajudá-lo a tomar decisões.

No caso dos títulos privados, a avaliação passa pela consideração sobre a pulverização dos recebíveis. Dessa forma, é possível entender melhor quais são as ameaças e o que deve ser considerado antes de aplicar seus recursos.

Na sequência, veja como adotar a análise de risco para conhecer o nível de pulverização dos recebíveis e por que isso é importante!

O que é análise de risco?

A análise de risco de um investimento consiste em um processo de avaliação sobre as probabilidades de surgirem resultados ou cenários inesperados. Quanto maior for a chance de um cenário não se concretizar como o desejado, maior será o risco.

Essa etapa faz parte de um processo de gestão de risco, que visa a identificar e mesmo mitigar as eventualidades a respeito dos investimentos. Com o processo, é possível ponderar a relação entre o risco e o retorno.

No mundo dos investimentos, um risco maior costuma estar atrelado a um potencial maior de ganhos. E o contrário é igualmente verdadeiro. Ou seja, investimentos mais seguros costumam ter rentabilidades limitadas.

A partir da análise disso, também há como tomar decisões com base no perfil do investidor. Quanto maior for o apetite ao risco de quem investe, maior poderá ser a rentabilidade — mas as potenciais perdas são mais significativas.

Portanto, uma análise de risco é crucial para definir o que deve fazer parte da carteira de investimentos, considerando a relação de risco e retorno e sua tolerância à possibilidade de ocorrerem perdas.

Sem ela, a tomada de decisão é menos informada e menos estratégica. Você pode terminar se arriscando mais do que gostaria ou receber menos que a sua tolerância permitiria. Logo, a ideia é usá-la para equilibrar proteção e ganhos.

Por que diversificar a carteira de investimento?

Ao investir, não há como evitar completamente os riscos. Todo investimento apresenta essa característica, que deve ser manejada de acordo com as suas expectativas e possibilidades. Assim, a análise de risco. Para otimizá-la, vale a pena fazer a diversificação de investimentos.

Essa estratégia consiste em selecionar produtos e ativos financeiros que tenham um risco variado. Assim, você expõe seu patrimônio a condições diferentes, o que ajuda a diluir os riscos. Afinal, os recursos não ficam concentrados em apenas uma alternativa e suas condições.

A diversificação ainda pode ajudar a aumentar a rentabilidade do portfólio. Com produtos e modalidades diferentes, seus resultados podem ser melhores que o desempenho que seria obtido se o dinheiro estivesse em somente um ativo mais seguro, por exemplo.

O que é a pulverização nos recebíveis?

Os certificados de recebíveis imobiliários (CRI) e do agronegócio (CRA) fazem parte do crédito privado e podem ser aproveitados por quem busca um investimento de renda fixa. Eles são emitidos por securitizadoras, que são responsáveis por antecipar recebíveis para as empresas.

Os negócios que antecipam seus recebíveis são chamados de cedentes, pois cedem os direitos creditórios para a securitizadora. O pagamento da antecipação é feito com o dinheiro pago pelos clientes — chamados de sacados.

Ao investir nesses títulos privados, existe o chamado risco de crédito. Ele acontece pela chance existente de os clientes (sacados) não fazerem o pagamento às empresas (cedentes). Isso prejudicaria o pagamento da rentabilidade por parte da securitizadora.

Porém, é possível diminuir parcialmente tal risco com a pulverização dos recebíveis. A ideia é que a carteira de recebíveis apresente características distintas. Se a carteira é composta por empresas diferentes, com clientes variados, você está mais seguro.

Por que considerar a pulverização ao investir?

A pulverização de recebíveis é essencial para a análise de risco e pode ajudá-lo a avaliar esse investimento de renda fixa antes de fazer o investimento. O principal motivo é que tal decisão é determinante para obter mais segurança.

Imagine uma carteira de recebíveis composta por poucos cedentes. Se um deles sofrer com a alta inadimplência, o risco de crédito se elevará de modo considerável. Se a estratégia for composta por empresas do mesmo setor, uma crise na área também prejudicará o fluxo de pagamento.

O mesmo vale para carteiras com baixa quantidade de sacados. Se apenas um atrasar o pagamento, o portfólio poderá ser comprometido por completo. A diversificação, portanto, está em buscar uma composição heterogênea e que contemple uma variedade de setores, condições e características.

Tudo isso é necessário porque, embora sejam de renda fixa, os títulos privados têm riscos maiores. Eles não são cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) e, pela natureza da operação, podem ter um risco de crédito mais impactante.

Assim, optar por uma alternativa pulverizada ao selecionar a carteira de recebíveis ajuda a diminuir o perigo. Logo, você pode investir sem que seja necessário abrir mão da rentabilidade superior que o crédito privado pode oferecer.

Como avaliar a pulverização nos recebíveis?

Considerar quão pulverizados são os recebíveis é parte importante da análise de risco dos títulos privados. O primeiro passo consiste em encontrar uma empresa segura, ou seja, uma securitizadora confiável e com boa estrutura no mercado.

Depois, é necessário avaliar as condições da carteira de recebíveis. Considere qual é a representação máxima de um recebível em relação à carteira. Quanto menor for o valor, maior tende a ser a pulverização.

No entanto, não é preciso se limitar à análise de pulverização. Veja, por exemplo, o índice de liquidez oferecido pela carteira de recebíveis. Uma liquidez D-0 permite o resgate imediato, o que pode atender melhor às suas necessidades.

Além disso, é importante conferir se a securitizadora tem capital próprio e garantidor do investimento e se o investimento está lastreado. Considerar todas essas características permite encontrar um investimento capaz de equilibrar o risco e o retorno.

Com essas informações, você descobriu a importância da análise de risco antes de investir e por que fazê-la. Além disso, aprendeu que a pulverização de recebíveis reduz os riscos de títulos privados. Assim, é possível usar as informações para investir melhor em prol dos seus objetivos!

Se quiser investir em carteiras de recebíveis, conheça nossas alternativas na Multiplike!

Voltar