Certificado Great Place to Work

Contabilidade gerencial e financeira: o que significam?

Veja mais

Ao longo das décadas, as funções relacionadas à contabilidade se ampliaram para as empresas. Hoje em dia, ela não está ligada só às exigências legislativas e tributárias, mas também tem um grande papel para as decisões internas. A fim de suprir essa demanda, foi necessário determinar uma divisão. Atualmente, nós podemos encontrar dois tipos no ambiente empresarial: a contabilidade gerencial e a financeira.

É fundamental entender que, como atividade, a contabilidade tem uma enorme importância independente do tamanho do empreendimento. O trabalho de um contador é fundamental, tanto no processo de abertura quanto ao longo da vida financeira do negócio.

Porém, para especificar melhor sobre as diferenças entre esses dois tipos de contabilidade, eu vou apresentar as principais informações de cada uma. Confira!

O que é contabilidade gerencial e financeira?

A contabilidade é uma atividade exigida para as pessoas jurídicas segundo a Lei 6.404/1976. De acordo com os fundamentos da profissão, o seu objetivo principal é estudar as mudanças quantitativas e qualitativas relacionadas ao capital da empresa. Tanto a contabilidade financeira quanto a gerencial possuem esse princípio em relação a análise das questões financeiras do negócio.

Para ficar um pouco mais claro, vou aprofundar um pouco mais em cada um dos pontos.

Contabilidade gerencial

A principal característica dessa contabilidade está no seu propósito. Ela é utilizada mais pelos setores internos da empresa, áreas ligadas diretamente à gestão e à administração do negócio.

Por causa disso, os seus processos não possuem o peso legislativo de uma contabilidade tradicional que utiliza ferramentas da profissão. Ela é usada principalmente para obter dados relevantes para auxiliar nas decisões.

É o gerente de controladoria que é o responsável por colocar em prática as atividades vinculadas a essa contabilidade, de modo que é ele quem fornece as informações aos administradores. Para isso, ele precisa estudar os indicadores e relatórios, mostrar os principais pontos dos setores operacionais e financeiros e fazer análises dos possíveis cenários.

Contabilidade financeira

Essa é a contabilidade tradicional, sendo uma atividade obrigatória para a empresa. É dentro dela que todos os processos exigidos pelos governos e bancos são elaborados. Por isso, quem é o responsável por colocá-la em prática é o setor contábil, preocupando-se em elaborar todos os documentos exigidos ao longo da rotina do negócio, como demonstrações financeiras, comprovantes das tributações, relatórios contábeis etc.

Quais são as diferenças e semelhanças entre cada contabilidade?

De maneira geral, há tanto equivalências quanto diferenças entre essas contabilidades. A seguir, vou explicar quais são.

Contabilidade Gerencial

  • seletiva: é um tipo de contabilidade que não procura utilizar todas os dados contábeis, de forma que o gerente de controle coleta e apresenta apenas as informações necessárias para determinado propósito da gestão;
  • voltada para o futuro: as informações capturadas nas análises de orçamento, por exemplo, são exclusivamente para determinar projeções para a empresa;
  • base de informação: todas os estudos e dados guardados são fundamentais para a tomada de decisão da gestão sendo uma importante ferramenta para definir o futuro do negócio;
  • flexibilidade: diferente da contabilidade financeira, os gestores não precisam seguir regras para utilizar as ferramentas nem para produzir seus relatórios. A preocupação principal é com a informação e sua utilidade, pois é bem menos burocrática nos processos;
  • administração interna: o objetivo dos processos desempenhados nessa contabilidade são trazer dados apenas para a administração da empresa.

Contabilidade Financeira

  • normativa: os procedimentos devem seguir leis e convenções para serem elaborados. Além de terem determinadas obrigatoriedades em todos os documentos produzidos, como relatórios, demonstrativos etc;
  • ênfase no passado: as análises apresentadas têm foco no que já aconteceu na empresa, considerando o histórico das operações financeiras com o intuito de mostrar como o negócio está atualmente;
  • transações monetárias: os contadores só podem considerar as operações por uma visão monetária. Se houver transações que não são expressadas dessa maneira, elas não são importantes para essa contabilidade;
  • administração externa: essa contabilidade realiza os seus processos visando atender exigências de órgãos ou setores externos, como governo, acionistas, clientes etc.

A principal semelhança é que ambas as contabilidades capturam os mesmos tipos de dados. Portanto, aquilo que é coletado pela contabilidade financeira, por exemplo, também é utilizado pela gerencial.

Também, são atividades que atendem as necessidades da gestão interna, com suas informações e relatórios.

Qual é importância da contabilidade gerencial e financeira para a tomada de decisão?

A gestão tem um papel fundamental para a empresa: é ela que planeja e passa as principais modificações do negócio para os outros setores. Sem dúvida, importantes definições são elaboradas quando os gestores se reúnem.

Dessa forma, qualquer decisão errada pode causar sérios problemas para a continuidade do empreendimento. Portanto, como não errar? Como a gestão pode ter certeza que o caminho que ela definiu a levará ao resultado esperado? Graças as informações que setores como a contabilidade oferecem para ela.

Nesse ponto, tanto a contabilidade gerencial quanto a financeira são fundamentais para a companhia. É por elas que a gestão poderá basear suas decisões, pelos dados e relatórios fornecidos, ajudando a não só entender como o negócio está no momento, mas também definir quais serão os passos para o futuro.

Ambas as contabilidades coletam dados econômicos, mensuram e produzem registros, trazendo informações importantes sobre o desempenho financeiro. Sendo assim, são dados que não são necessários apenas para as decisões principais da gestão, mas também para outros departamentos, seja produção, custos ou investimentos.

Além disso, elas podem auxiliar muito para que outras instituições externas utilizem suas informações e conheçam mais a empresa. Os investidores precisam conferir os demonstrativos econômicos para saber como ela está, os fornecedores devem checar os relatórios para conhecer o limite de pagamento da companhia e os bancos utilizam os demonstrativos para aprovar financiamentos, entre outros exemplos.

Ao longo desse texto, você pôde acompanhar as principais informações sobre duas atividades relacionadas aos processos contábeis da empresa. A primeira, a contabilidade financeira, uma função fundamental e exigida por lei, e a segunda, a gerencial, mais flexível e capaz de fornecer informações importantes para a gestão.

Eu espero que esse texto tenha trazido para você informações úteis sobre a contabilidade gerencial e financeira. Gostou do texto? Quer fazer alguma sugestão ou tem alguma dúvida? Então, não deixe de comentar!

Veja também
slider pagination
Voltar