Certificado Great Place to Work

Saiba como proceder em casos de empresa negativada!

Veja mais

Ter o nome “sujo na praça” não é um problema que atinge apenas os consumidores. Segundo pesquisa realizada pelo Serasa Experian, 5,3 milhões de empresas alcançaram a inadimplência até março deste ano. No entanto, se por um lado o mercado não está favorável, por outro ter uma empresa negativada não significa o fim dos negócios.

Existem vários fatores que podem comprometer o cadastro ativo de uma empresa, como a falta de pagamento de dívidas, crises financeiras, empréstimo do nome, entre outras situações que são responsáveis por negativar o CNPJ.

Para o consumidor, ter o nome sujo é um grande problema. Para as empresas, as consequências podem ser ainda mais graves,do ponto de vista comercial. Contudo, não é o fim do mundo, já que existem maneiras de regularizar tal pendência, retirando os débitos dos órgãos de proteção ao crédito. Quer saber quais alternativas são elas? Continue a leitura e descubra como consultar sobre uma empresa negativada.

Minha empresa está negativada. O que fazer?

Em primeiro lugar, avalie o controle financeiro do empreendimento e identifique quais pagamentos não foram realizados no prazo acordado. Em seguida, entre em contato com os credores e negocie os valores pendentes para que a negativação seja regularizada em tempo breve.

Consultar a situação cadastral no site da Receita Federal também é uma excelente alternativa para identificar as pendências, além de ser a mais fácil e prática. Para isso, basta verificar se o CNPJ da empresa está inativo no momento da consulta.

Caso esteja, é interessante dirigir-se à própria Receita para verificar o motivo da inadimplência, lembrando que pode ser uma falta de pagamento, uma irregularidade fiscal que envolva o não pagamento de impostos, entre outras questões que merecem a sua atenção.

Outra alternativa é consultar o escritório de contabilidade para verificar a real situação cadastral. Com a ajuda do seu contador, fica mais fácil identificar contas antigas, empréstimos, cheques, entre outros documentos que podem ter gerado a dívida e se acumulado com o tempo.

Além disso, você vai precisar de ajuda para calcular os juros e pensar em formas de negociações amigáveis que oferecem valores compatíveis ao seu orçamento disponível.

Quais são as consequências de ter uma empresa negativada?

Inclusão no cadastro de negativos

Estar com o nome sujo no SPC ou Serasa é um problema que pode gerar muitos outros. A princípio, a empresa receberá uma intimação para pagamento da pendência, mas, caso não ocorra a regularização, o nome será inserido no banco de dados de inadimplentes.

Com isso, a reputação da empresa começa a ser comprometida nos órgãos de proteção ao crédito, o que torna também sua imagem abalada no mercado, afetando não apenas os seus negócios, mas as futuras oportunidades de crescimento do negócio como um todo.

Restrição do crédito

Com o tempo, a empresa negativada fica restrita a uma série de benefícios, o que gera muitas dificuldades para realizar determinados tipos de compras, em especial aquelas que são a prazo. Como o nome está sujo, o desafio de restabelecer a confiança com outros credores é ainda maior. Por isso, muitos fornecedores recusam os pagamentos parcelados.

No entanto, isso não é tudo. Para as empresas que precisam recorrer aos empréstimos em bancos e outras instituições financeiras, a restrição do crédito também é um empecilho. Sem uma garantia de pagamento, as instituições financeiras poderão facilmente negar o crédito ao levar em consideração que a empresa está negativada, pressupondo que não conseguirá honrar os seus pagamentos.

Pagamento de juros

Até o momento, você sabe que não poderá realizar empréstimos ou até mesmo realizar compras parceladas se o negócio estiver inscrito na base de inadimplentes. Contudo, esses não são os únicos problemas que poderá enfrentar.

A negativação no SPC ou Serasa é uma questão que envolve outros detalhes. Ao não realizar o pagamento das dívidas no prazo acordado, os juros também vão se acumulando com o tempo, ou seja, o valor da pendência não “congela”, ele simplesmente vai aumentando até a data em que for quitado.

Isso significa que a dívida ficará ainda maior mediante o valor dos juros. Para reverter tal situação, a melhor maneira é recorrer a negociações junto ao credor. Somente dessa forma será possível reduzir os danos financeiros e regularizar a situação.

Ações judiciais

Se, por alguma razão, o nome do empreendimento for excluído dos órgãos de proteção ao crédito, considerando o tempo de negativação, os credores ainda poderão promover ações judiciais contra a empresa.

No geral, as ações também oferecem as mesmas consequências do nome sujo, impedindo a empresa de exercer suas atividades no mercado ou fazer próximos negócios devido a sua falta de credibilidade no pagamento de suas dívidas. Com isso, qualquer consulta realizada vai identificar a pendência e bloquear qualquer tentativa de reativação do crédito.

Como a Multiplike pode ajudar?

Ter uma empresa negativada é um pesadelo para muitos gestores, não é mesmo? Por outro lado, existem algumas medidas que são importantes para evitar esse problema e impedir que a negativação comprometa o sucesso dos negócios. Contar com a ajuda de alguns aliados, como a Multiplike, é uma delas.

Empresas como essa são especialistas na compra de recebíveis, possibilitando o capital de giro e ações necessárias para movimentar o fluxo de caixa. Além disso, a Multiplike também realiza a análise de crédito e cobrança, tornando a rotina de trabalho mais fácil e longe de pendências financeiras que possam gerar a negativação do crédito.

Como percebeu, existem várias consequências relacionadas à negativação de uma empresa, como impedir a liberação de crédito no mercado, atrapalhar a confiança dos fornecedores e clientes, diminuir as possibilidades de fazer novos negócios, entre outros.

Esses detalhes afetam a imagem de toda a organização e dos envolvidos, por isso tomar medidas que impeçam o surgimento da inadimplência é o caminho mais fácil para manter as finanças equilibradas e longe dos órgãos de proteção de crédito.

Gostou deste post? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato com nossa empresa e conheça todos os benefícios que podemos oferecer ao seu negócio!

Voltar