Como evitar inadimplência? Saiba como identificar possíveis problemas!

Veja mais

Todas as empresas guardam suas particularidades, que mudam conforme o seu nicho de atuação. Contudo, existem aspectos que são comuns a todas elas, como as contas a pagar e a receber. Caso haja desequilíbrio entre elas, o caixa do negócio tende a enfrentar graves consequências, pois essas contas são interdependentes. Nesse cenário, é importante entender como evitar a inadimplência.

Afinal, com a taxa de inadimplência sob controle, fica mais fácil manter todos os compromissos financeiros em dia. Além disso, sobrará dinheiro para investir no negócio consistentemente, algo essencial para ampliar o nível de competitividade no mercado.

Bom, quando falamos de inadimplência, uma coisa é certa: o melhor caminho a ser seguido é o da prevenção. A pergunta que paira no ar e forma um grande ponto de interrogação na cabeça de muitas pessoas é: “como fazer isso de forma efetiva”?

Indo direto ao ponto, apresentarei as práticas que realmente afastam esse mal da sua empresa. Continue a leitura para conferir!

Faça uma análise de crédito

Apesar de algumas empresas pensarem de modo diverso, as organizações bem-sucedidas demonstram a relevância da flexibilidade das opções de pagamento. Logo, você deve, sim, facilitar a vida dos clientes na hora de fechar uma compra. Muitos deles, inclusive, desistem do negócio devido ao excesso de rigidez do sistema de pagamentos. Devido a esses pagamentos a prazo, é necessário realizar a análise do crédito.

Basicamente, é necessário tentar conhecer melhor o cliente. Você não ficará por dentro de toda a vida dele, mas pode verificar a sua propensão a endividamentos. Para tanto, basta consultar como o cliente é avaliado pelos bureaus de crédito, como o Serasa.

Essas instituições acompanham a vida econômica de pessoas físicas e jurídicas mais de perto. Com base nisso, elas emitem uma pontuação que é capaz de prever qual é a probabilidade de o indivíduo se endividar novamente. Se houver uma grande chance de o futuro cliente contrair uma nova dívida, deve-se evitar a concessão de parcelamentos.

Esse tipo de consulta de crédito oferece como vantagem a rapidez e a simplicidade. No entanto, ainda está longe de ser a única medida que você pode tomar para evitar inadimplência. Na prática, resumir a análise do cliente à pontuação atribuída pelos bureaus de crédito é um dos equívocos cometidos pelas empresas.

Monitore os pagamentos das dívidas dos clientes diariamente

Suponha que o cliente tinha um histórico de compras e pagamentos favorável. Isso não é motivo para fechar negócio e esquecê-lo na gaveta. Em um primeiro momento, talvez você pense que um acompanhamento diário das dívidas dos clientes seja um exagero. Na verdade, essa verificação ajuda quanto à antecipação de possíveis ações futuras.

Existem gestores financeiros que evitam análises desse tipo, pois já imaginam o pior, mas não adianta fugir da realidade. A experiência demonstra que as melhores resoluções de problemas acontecem quando eles são identificados logo no início. Então, na hora de efetuar o fechamento do caixa do dia, aproveite para verificar como andam os pagamentos em aberto.

Os atrasos não são necessariamente sinônimos de calote. As pessoas atrasam contas por motivos diferentes, incluindo um genuíno esquecimento. Independentemente do motivo, note que o acúmulo de atrasos em um mesmo período de 30 dias é o bastante para originar um grande problema mais à frente.

Ofereça um amplo leque de bandeiras de cartão de crédito

Essa modalidade de pagamento é a favorita de boa parte dos lojistas, já que qualquer dívida que derive dali passa a ser um problema da administradora do cartão. Assim, trata-se de uma venda com a qual você não precisa se preocupar.

Elabore contratos e emita notas fiscais

Em alguns casos, a melhor saída é levar o registro da transação comercial a um nível mais profundo. Além das notas fiscais, convém, em alguns casos, emitir também um contrato. O documento serve como respaldo em eventuais disputas judiciais associadas a cobranças de clientes.

Ao mencionar as medidas cabíveis a serem tomadas em caso de inadimplência, a empresa cria um alerta na mente do cliente. O resultado é um maior esforço por parte dele para pagar a dívida.

Envie lembretes de vencimento

Como comentei, o esquecimento é uma das causas de atrasos de pagamentos. No ritmo alucinante da vida moderna, isso é até compreensível. Na dúvida, antecipe-se ao problema por meio de lembretes de vencimento pontuais.

Algumas pessoas pagarão, outras não. Para aquelas do segundo grupo, a recuperação dos valores devidos depende de uma infraestrutura de cobrança. Contudo, é preciso lidar com a situação delicadamente, a fim de não perder clientes importantes. O método de cobrança deve ser definido com cautela, sempre com a tentativa de preservar as relações envolvidas.

Essas são as melhores medidas para evitar a inadimplência. Elas valem para qualquer tipo de negócio, como uma empresa de pequeno, médio ou grande porte. Ao segui-las na sua empresa, você ficará muitos passos à frente de um problema que compromete a gestão financeira de diversas organizações.

Utilize os produtos da Multiplike

Caso você ainda não se sinta segura em liberar o crédito para algum cliente. Utilize os produtos da Multiplike. Nós podemos fazer a análise do crédito para você e podemos até cobrar o seu cliente. Temos 20 anos de experiência concedendo crédito no mercado.

Quer aprimorar ainda mais a sua qualidade de gestão? Assine a newsletter da Multiplike e receba conteúdos em primeira mão no seu e-mail!

Voltar