O que é capital de giro e qual a importância para sua empresa?

Veja mais

Fazer o gerenciamento financeiro adequado é indispensável para que a empresa se mantenha saudável e competitiva. Além de dar atenção ao faturamento e aos custos, é preciso saber o que é capital de giro.

Esse montante é um dos componentes mais importantes para as operações de um negócio e deve ser dimensionado e disponibilizado adequadamente. Portanto, é fundamental conhecer como é possível obter os recursos necessários.

Na sequência, descubra em que consiste o capital de giro e veja como ele pode ajudar o empreendimento a se manter!

O que é capital de giro?

O capital de giro de uma empresa é um tipo de reserva financeira circulante, ou seja, que tem alta rotatividade. Esse montante é dado pela diferença entre o que o negócio possui e o que deve e é relevante desde o começo das operações.

Sua composição é de responsabilidade da gestão, que deve provisionar os recursos necessários. O valor pode se alterar com o tempo, de acordo com as mudanças do cenário e das demandas.

Como calcular a necessidade de capital de giro?

Saber como calcular o capital de giro é essencial para a empresa. O capital superdimensionado exige uma quantidade elevada de recursos, que ficam imobilizados. Com isso, o negócio perde a capacidade de investir em outras questões e aproveitar oportunidades.

Por outro lado, um capital subdimensionado pode gerar problemas de liquidez diante de imprevistos, como você verá a seguir. Portanto, o ideal é saber como realizar o cálculo para ter uma ideia do quanto deve ser mantido.

Considerando os fatores de maior impacto, há uma fórmula que demonstra a necessidade de capital de giro (NGC) de uma empresa. Veja:

Necessidade de capital de giro = Ativos circulantes – Passivos circulantes

Os ativos circulantes são todos os ativos e direitos que podem se transformar em dinheiro. Então, a categoria inclui contas a receber, fundo de caixa, aplicações financeiras e estoque.

Já o passivo circulante representa as saídas ou débitos. Logo, envolve todas as contas a pagar, desde os pedidos junto aos fornecedores até os financiamentos e empréstimos.

O cálculo deve ser feito periodicamente, já que os níveis de ativos e passivos circulantes podem mudar com as necessidades. Em períodos de maior demanda, por exemplo, o estoque fica maior e podem ocorrer mais vendas. Então, a necessidade de capital de giro também é ampliada.

Qual é a importância do capital de giro?

O capital de giro é relevante desde o início de uma empresa, para financiar todas as operações. Com esses recursos, é possível quitar as obrigações até quando o negócio ainda não tem clientes ou não fatura o suficiente.

Posteriormente, o capital de giro é útil para atender ao ciclo financeiro. Para entender o conceito, imagine uma empresa que vende parcelado para os clientes. No entanto, é comum ter que pagar os fornecedores, mesmo sem ter recebido todo o valor da venda.

Essa diferença entre os prazos das contas a receber e a pagar é conhecida como ciclo financeiro. Com o capital de giro, o empreendimento consegue manter o fluxo de caixa equilibrado, enquanto aguarda o recebimento dos clientes.

No geral, o capital de giro é importante para manter as contas equilibradas e ajudar na estruturação do fluxo de caixa.

O que acontece se o negócio nao tiver capital de giro?

Depois de entender o que é capital de giro e por que ele é relevante, é preciso compreender os riscos que uma empresa corre ao não tê-lo em volume suficiente. Em termos gerais, a robustez e a segurança de mercado são as principais prejudicadas.

Afinal, diante da sazonalidade de vendas, um negócio pode não conseguir quitar suas despesas fixas pela baixa de vendas. Sem o capital de giro para cobrir os gastos, pode ocorrer o endividamento.

O mesmo vale para situações atípicas e imprevistas, como um fechamento temporário ou uma crise econômica. Sem o capital de giro, é praticamente impossível manter a operação até que a situação se regularize.

Não menos importante, a falta de capital de giro impede que o negócio financie seu ciclo financeiro. Isso pode fazer com que a empresa não possa oferecer condições facilitadas para os clientes ou que não cumpra as condições acordadas junto ao fornecedor.

Dependendo da gravidade do cenário, a falta de capital de giro pode fazer com que a companhia tenha que encerrar suas atividades. Portanto, o ideal é manter a reserva no nível adequado para as necessidades.

Como obter capital de giro para a empresa?

Considerando que os recursos financeiros que compõem o capital de giro são tão importantes, faz sentido buscar formas de obtê-los. Nesse momento, muitas empresas julgam que o melhor caminho é fazer um empréstimo.

No entanto, essa situação pode não ser tão interessante. Afinal, envolve o pagamento de juros e aumenta, ao menos temporariamente, o nível de endividamento do negócio.

Por isso, vale a pena considerar a securitização de créditos com garantia geral. Uma das maneiras de fazer isso é pela cessão de direitos creditórios para securitizadoras, que emitem títulos que são negociados como investimento no mercado.

A alternativa dá origem à chamada antecipação de recebíveis, na qual se realiza o pagamento de todas as contas a receber de modo à vista, menos uma taxa. Para ter acesso à solução, basta pesquisar as emissoras, conhecer as condições e antecipar os valores relacionados às vendas.

O dinheiro obtido pode ser provisionado para compor o capital de giro. Assim, a empresa passa a dispor dos recursos necessários para cumprir com suas obrigações, mantendo o equilíbrio das contas.

Uma das maiores vantagens da securitização de créditos é que ela não envolve endividamento como um empréstimo. Afinal, a empresa recebe valores oriundos de direitos que já são dela. Então, também pode ser uma forma de otimizar a gestão financeira.

Como visto, ao saber o que é capital de giro você tem uma dimensão da importância que ele tem para manter o negócio saudável. Por isso, é indispensável considerar os meios para obtê-lo, como é o caso da securitização.

Se quiser saber quais são as melhores alternativas para o seu empreendimento, conheça a Multiplike e fale com um de nossos profissionais!

Voltar