Certificado Great Place to Work

Saiba como não atrasar o pagamento de fornecedores!

Veja mais

Como você se organiza para realizar o pagamento de fornecedores? Você tem dificuldade para fazer isso? Fique calmo, pois podemos ajudar. Manter a saúde financeira é um dos maiores objetivos de uma empresa. Para isso, respeitar os prazos dos pagamentos se torna um pilar fundamental.

Em relação aos pagamentos de fornecedores, essa máxima se torna ainda mais essencial. Isso ocorre porque eles são responsáveis por manter o empreendimento funcionando e, ao preservar essa parceria, pode-se receber mais crédito no mercado.

Neste post, vamos mostrar o que é gestão de fornecedoras, como colocá-la em prática e as vantagens de contar com o auxílio da tecnologia para executar essa atividade. Além disso, explicaremos o que é antecipação de recebíveis. Continue a leitura e fique por dentro do assunto.

O que é gestão de fornecedores? Como ela deve ser feita?

Para que uma empresa funcione bem, é necessário que todas as áreas estejam alinhas. A gestão de fornecedores, por exemplo, é imprescindível. Com ele, o negócio determinará qual fornecedor proporciona o melhor custo-benefício.

Essa é uma estratégia que tem o objetivo de reduzir os gastos com estocagem, o que proporciona uma administração mais racional das mercadorias. A partir dela, pode-se desenvolver uma política de compras voltada para a qualificação dos serviços contratados.

Inicialmente, é importante entender que o mercado financeiro é competitivo. Por isso, é recomendável escolher um fornecedor que faça um acompanhamento da organização por um tempo a fim de identificar a melhor forma de entregar o serviço ao entender condições de fornecimento relacionadas a prazos e entrega.

Detalhando um pouco mais, a contratante deve estabelecer prioridades ao escolher um parceiro de negócio, sendo elas, por exemplo, a qualidade do produto, agilidade na entrega e preço do serviço. Depois, precisa definir pesos para esses critérios.

Por fim, é importante pensar nas necessidades que encontrará no pós-venda. No caso de imprevistos, como devoluções ou trocas do produto, a contratante deve contar com o apoio do fornecedor. Após firmar a parceria, tenha em mente que a relação deve estar alinhada e bem-estabelecida, visto que, por meio dela, todas as partes podem ter maiores ganhos.

Além disso, esse fortalecimento poderá trazer vantagens como produtos melhores e mais baratos e agilidade de entrega, o que, por sua vez, resulta em um ganho de mercado em relação à concorrência.

Para manter uma boa relação com os parceiros, é preciso cumprir sua parte do combinado e evitar o atraso de pagamentos, por exemplo. Diante disso, a empresa tem a possibilidade de contar com um software para ajudar no controle dos prazos.

Qual a vantagem de utilizar a tecnologia para controlar o pagamento de fornecedores?

Contar com soluções tecnológicas se tornou uma necessidade e não mais um diferencial. Afinal, elas fazem com que a gestão integral de diversas áreas de um empreendimento se torne mais fácil. Com poucos cliques, um administrador pode checar como está a margem de lucro, as contas que devem ser pagas e as necessidades financeiras no momento.

Dessa forma, gerenciar o pagamento de fornecedores não terá grandes empecilhos. O controle do estoque e o acompanhamento do pedido e das ordens de compras também são processos que se tornam mais fáceis. Isso permite um melhor equilíbrio na aquisição de mercadorias e gera agilidade no dia a dia. Por isso, investir em um software integrado aparece como a principal alternativa.

Ao utilizar essa ferramenta, todos os setores estarão interligados. Desse modo, pode-se reduzir custos desnecessários com mercadorias paradas ao melhorar as programações de compras. Ao minimizar despesas, consegue-se um impulsionamento para cima de seus concorrentes.

De forma mais detalhada, o software pode auxiliar no controle do pagamento de fornecedores porque alinha esse processo ao período de recebimento da empresa. A partir disso, a administração avaliará se existe a necessidade de renegociar prazos ou não.

O que é antecipação de recebíveis?

Como já foi visto, o planejamento financeiro é primordial para administrar o pagamento de fornecedores. Porém, mesmo com um software, organização financeira e boa relação com os fornecedores, você pode precisar de um capital maior para fechar um negócio ou quitar uma pendência.

Imagine surgiu uma oportunidade de prestar serviços para uma empresa de maior porte, mas, para isso, é preciso que seu fornecedor libere mais produtos. Dependendo da condição financeira, há a possibilidade de ele não aumentar a entrega. Nesse caso, não será possível fechar o negócio.

Porém, com a antecipação de recebíveis, pode-se resolver esse impasse, já que serão recebidos valores que só seriam pagos mais tarde, como os referentes a cheques, vendas a prazo e carnês que ainda não foram quitados pelos clientes.

A grande vantagem é que esse valor, de certa forma, já é direito do empreendimento. Ao ter a oportunidade de pagar o deságio da antecipação assim que o dinheiro entrar no caixa, haverá plena condição de investir sem se endividar.

Entretanto, é preciso salientar que a antecipação de recebíveis deve ser utilizada eventualmente. Afinal, com um bom planejamento financeiro, é provável que as necessidades de crédito sejam mais raras.

Antes de tomar qualquer decisão sobre a situação financeira de sua empresa, é importante que você esteja preparado. Afinal, com as informações necessárias, conseguirá discernir o que é primordial e evitar que a situação desmorone.

Quais são as 3 principais dicas para otimizar o pagamento de fornecedores?

1. Registre e liste as obrigações financeiras

Todas as contas da empresa devem ser concentradas em uma planilha, incluindo pagamento de aluguel, de funcionários e principalmente de fornecedores. Assim, você conhecerá seus custos e será mais fácil cumprir os prazos.

2. Agendar o pagamento

Esse processo permite que você não se esqueça de realizar os pagamentos na data certa, sendo também uma excelente estratégia financeira agendar o pagamento de contas que oferecem descontos na quitação antecipada.

3. Negociar os prazos

É uma alternativa quando a empresa está com um imprevisto e não pode pagar o fornecedor no dia marcado. Porém, é importante lembrar de que fazer isso com frequência pode diminuir sua credibilidade. Então, evite fugir dos prazos.

Este artigo sobre o pagamento de fornecedores foi útil para você? Gostou das dicas? Para ficar sempre atento às novidades, siga nossas redes sociais.

Voltar