Securitização de recebíveis: conheça 5 vantagens para sua empresa!

Veja mais

Muitas vezes as empresas precisam ampliar suas instalações, modernizar maquinário, investir em capacitação de funcionários, entre outras ações de expansão. No entanto, nem sempre a verba necessária está disponível. É nesse cenário que surge a possibilidade da securitização de recebíveis.

Com a necessidade de recorrer a fontes externas, como financiamentos, empréstimos e securitizadoras, a alternativa tem se tornado cada vez mais conhecida. A securitização garante liquidez aos diferentes tipos de negócios e é um processo mais simples do que muitos imaginam.

Pensando nisso, este artigo visa apresentar as 5 principais vantagens da securitização de recebíveis para empresas de pequeno, médio e grande porte. Não perca!

O que é securitização de recebíveis?

A securitização pode ser entendida como a conversão de determinados direitos creditórios (direito a receber um pagamento) em dinheiro disponível para uma empresa. Entre os direitos creditórios que podem ser convertidos estão:

  • Cheques;
  • Empréstimos;
  • Duplicatas;
  • Crediários;
  • Vendas com cartão de crédito.

O conceito vem se tornando mais comum à medida que o mercado de capitais e as operações que fazem parte dele se popularizam. Sob o controle de uma securitizadora, tais créditos são convertidos em títulos que podem ser negociados da forma que a instituição desejar.

Assim, uma empresa consegue obter recursos financeiros sem precisar recorrer a empréstimos que resultam em um passivo em seu balanço financeiro. Na prática, isso significa que os direitos creditórios podem se transformar em títulos passíveis de negociação com investidores.

Para isso, algumas operações são realizadas por profissionais da área do mercado de capitais. Com elas, é possível converter ativos que só se tornariam líquidos futuramente em títulos mobiliários com liquidez quase instantânea e prontos para serem repassados para investidores.

Juntos com as instituições financeiras, os investidores assumirão os riscos que anteriormente eram das empresas cedentes.

Como funciona?

A securitização de recebíveis funciona, então, com o repasse de direitos creditórios pela empresa a uma instituição financeira. Com isso, eles são transformados em títulos para investimento no mercado de capitais.

A operação é capaz de resolver um dos grandes problemas do âmbito empresarial: a aquisição de recursos financeiros com um custo competitivo.

Eles podem ser utilizados para impulsionar ou mesmo tornar possíveis as atividades do negócio, sem a necessidade de recorrer a empréstimos bancários. Afinal, esses empréstimos, além de terem taxas de juros altas e exigirem uma série de garantias, ainda comprometem o balanço financeiro.

Para que a operação de securitização possa se concretizar, é necessário que haja os seguintes agentes: o originador, o intermediário (securitizadora) e o investidor.

Uma parte da rentabilidade dos títulos negociados pela instituição intermediária no mercado de capitais deve ser repassada para os investidores. Isso é feito de acordo com o contrato em que devem constar todas as condições da operação.

Quais são as vantagens para as empresas?

Agora que você já sabe mais sobre o processo de securitização de recebíveis, pode conferir as inúmeras vantagens que ele oferece para as empresas. Cabe ressaltar que os benefícios são válidos para diversas companhias — de pequeno, médio e grande porte.

Confira:

1. Impulsiona o negócio

A securitização é muito útil para impulsionar as empresas. Afinal, o crédito obtido com o processo pode ser utilizado em diferentes situações, desde para equilibrar o fluxo de caixa até investimentos no crescimento do negócio.

2. Aumenta o tempo para pagar uma dívida

O pagamento das dívidas passa a ser feito conforme o fluxo de recebimento do empreendimento. Ou seja, a empresa tem mais prazo para quitar o valor em relação ao que é oferecido em empréstimos tradicionais para capital de giro, por exemplo.

Normalmente, as instituições concedentes de empréstimo não levam em consideração o prazo da carteira de clientes e o tempo de maturação do projeto ao dividir as parcelas. Mas nas aplicações financeiras isso pode ser considerado.

3. Reduz esforços

A securitização também pode levar a uma redução dos esforços de cobrança dos créditos inadimplentes. Muitas vezes, essa tarefa é dispendiosa e tira o foco das principais atividades da empresa.

4. Evita comprometer o balanço financeiro

Outra vantagem é que a securitização evita comprometer o balanço financeiro da empresa cedente, e ainda destrava fundos. Com isso, a companhia tem uma maior capacidade de investimento e melhores condições de manter os seus trabalhos adequadamente.

Afinal, como você viu, a empresa não precisará recorrer a empréstimos bancários ou outro tipo de financiamento para suas atividades. Assim, o gestor não compromete seu caixa com um novo passivo.

5. Garante segurança

Como todo o processo de securitização é feito por uma instituição financeira especializada, o processo é conduzido com segurança.

Além disso, o fato de os títulos serem negociados no mercado de capitais não afeta as empresas. A diferença é que elas pagarão as dívidas a um credor diferente, mas sem qualquer prejuízo.

E para o investidor?

As vantagens não se restringem às empresas cedentes. Os títulos também podem ser interessantes para os investidores. Afinal, essa é uma oportunidade de investir em títulos de renda fixa que, normalmente, oferecem remunerações mais atrativas.

Com isso, o investidor encontra mais opções no mercado e pode diversificar a carteira, por exemplo. Se a empresa, então, opta pela securitização de recebíveis, ela terá pessoas interessadas nos títulos e o mercado é aquecido.

Como fazer a securitização de recebíveis?

Fazer a securitização de recebíveis e antecipar os recebimentos da sua empresa é muito simples. Primeiro, você precisa entrar em contato com uma securitizadora, que comprará essa dívida.

Por meio de operações no mercado de capitais, ela utilizará esses direitos creditórios como garantia para a emissão de títulos mobiliários. Depois, os títulos podem ser adquiridos por cidadãos comuns ou por outras instituições financeiras.

É por meio dos recursos acumulados com a venda dos títulos (ou seja, parte dos direitos creditórios que ela adquiriu da companhia) que a securitizadora restitui à empresa o valor combinado por esses direitos.

O processo de securitização de recebíveis ainda é recente e é compreensível que gere dúvidas. No entanto, é um recurso fundamental para tornar a economia mais dinâmica. Além disso, ele ajuda as empresas a se desenvolverem, garantindo a segurança de receber por uma dívida em aberto!

Quer fazer a antecipação de recebíveis da sua empresa? Entre em contato conosco e inicie agora mesmo o processo!

Voltar