Precificação de produtos e serviços: você sabe como fazer?

Veja mais

Quando se fala em precificação de produtos e serviços, o tema aborda um ponto sensível do negócio. Isso porque qualquer erro nessa etapa pode resultar em prejuízo para a empresa. Por outro lado, precificar corretamente contribui, e muito, para o sucesso do negócio.

Embora, em um primeiro momento, essa tarefa pareça ser fácil, é importante entender que ela exige atenção. Afinal, é necessário ter conhecimento do mercado e considerar diversos fatores, não somente o custo do produto ou serviço e a margem de lucro. Você sabe como fazer isso?

Neste post, você aprenderá sobre o que é a precificação e qual a sua importância. Ainda, conhecerá os riscos que se corre ao errar nessa tarefa e como precificar os seus produtos e serviços.

Acompanhe!

O que é a precificação de produtos e serviços?

Como o próprio nome sugere, a precificação é o ato de colocar um preço. Entretanto, quando se trata de negócios, essa ação pode ser complexa. Nela, é necessário usar técnicas para identificar e estabelecer um preço que consiga manter o equilíbrio das finanças da empresa e obter lucro.

Nessa balança, deve-se colocar a cobertura de todos os custos, a lucratividade, a atratividade para o cliente e competitividade no mercado. Além disso, é preciso considerar o público que se quer atingir. Tenha em mente que, quanto melhor o custo-benefício, mais valor o consumidor tende a enxergar no produto ou serviço.

Aliás, você sabia que preço e valor não são sinônimos nesse caso? O primeiro se refere à quantia monetária cobrada pelo produto. Já o segundo é a percepção do consumidor sobre o custo-benefício do objeto ou serviço em questão.

Para que serve a precificação?

Agora que você já sabe que a precificação utiliza técnicas para encontrar o valor de seu produto ou serviço, é hora de aprender a finalidade dessa etapa. A formação de preços apresenta diversos objetivos, entre eles:

  • determinar o público-alvo que se quer atingir;
  • satisfazer o consumidor;
  • se manter competitivo no mercado;
  • definir a margem para descontos;
  • suprir os custos da operação;
  • pagar impostos e obrigações da empresa;
  • ter uma boa lucratividade;
  • expandir o negócio.

Qual a importância de fazer a precificação adequada?

Até o momento, você já compreendeu o que é e quais os objetivos da precificação adequada. Isso facilita a compreensão sobre a sua importância para o negócio. Para entender melhor esse conceito, tenha em mente que uma empresa só existe por causa de seus consumidores.

Dessa maneira, é imprescindível considerar essa condição ao precificar produtos e serviços. Em contrapartida, o valor é um agente importante para o cliente na etapa de decisão em um processo de compra. Muitas vezes, chega a ser um critério de desempate entre diferentes fornecedores.

Entretanto, isso não significa que se deve colocar um preço mais baixo que a concorrência, sem considerar outros critérios. Nesse caso, surge o risco de se colocar em uma situação insustentável financeiramente.

Por essa razão, achar o ponto de equilíbrio para fazer a precificação adequada é tão importante. Isso deve considerar as necessidades da empresa, do consumidor e o valor que o produto ou serviço pode entregar.

Quais os riscos de uma precificação equivocada?

Como você viu, uma precificação equivocada traz prejuízos para o negócio. Mas você sabe quais são os riscos envolvidos? O primeiro é não conseguir cobrir as despesas da empresa e fechar o período com saldo negativo.

Com uma precificação inadequada, abaixo do que deveria, esse movimento pode acontecer mesmo com as vendas em alta. O contrário também é possível — um produto ou serviço de qualidade e que agrade o público, mas com um preço acima do que seria atrativo para o consumidor.

Nesse caso, o preço definido pode gerar um volume de vendas abaixo do esperado. Ou seja, fazer uma precificação errada prejudica a empresa de diversas maneiras. E, muitas vezes, traz dificuldades irreversíveis, caso não seja corrigida a tempo.

Como fazer uma precificação de produtos e serviços da sua empresa?

Você entendeu que precificar de maneira equivocada traz danos à empresa. Mas como fazer a precificação adequada de produtos e serviços? A seguir, confira as etapas importantes desse processo!

Defina o valor

O valor de um produto ou serviço está ligado aos benefícios que ele agrega ao cliente, incluindo a experiência de compra. Por exemplo, duas empresas distintas oferecem produtos semelhantes. Entretanto, uma disponibiliza um ótimo suporte pós-venda, a outra não.

Dessa maneira, a primeira agrega um valor ao objeto que a segunda não faz. Por isso, existe uma justificativa para cobrar um preço maior e manter a atratividade. Sendo assim, defina meios de agregar valor ao seu produto ou serviço.

Entenda todos os custos envolvidos

Existem casos em que os gestores não incluem todos os custos e despesas envolvidos na hora de fazer a precificação. Desse modo, os gastos “invisíveis” tomam parte do lucro e, no final, a conta não fecha.

Por isso é importante colocar tudo no papel, como pagamentos de fornecedores e funcionários, aluguel, internet, água, luz, transporte, embalagem e outros. Isso ajudará a entender os custos operacionais para definir preços mais acertados.

Analise os preços da concorrência

Também é interessante analisar o preço praticado pela concorrência, mas isso não significa copiá-la. Se fizer isso, corre-se o risco de ter problemas financeiros com o tempo.

O motivo está no fato de que não é possível saber quais fatores o concorrente considerou para chegar ao preço ofertado. Entretanto, a análise é necessária para ajudar a estabelecer um valor competitivo no mercado.

Estabeleça a margem de lucro

Quanto você quer receber de lucro pela venda do produto ou serviço? Nesse momento, é importante definir uma margem realista. Inclusive, ela pode variar conforme o item, considerando as características da mercadoria ou serviço.

Aliás, vale lembrar de estabelecer uma vantagem nessa margem de lucro para facilitar a concessão de possíveis descontos.

Escolha um método de precificação

Existem diversos métodos com fórmulas diferentes para a precificação. Por essa razão, é importante estudar cada um deles para entender qual é o mais adequado ao seu negócio e objetivos. Assim, você estará melhor preparado para fazer a precificação correta.

Como você aprendeu, a precificação de produtos e serviços deve considerar diversos fatores para alcançar um equilíbrio. Caso contrário, pode dificultar o processo de vendas e o desempenho do negócio. Afinal, preços muito baixos podem levar a prejuízos, enquanto um valor elevado pode afastar clientes.

Gostou do conteúdo? Outra etapa fundamental para a saúde financeira é o fluxo de caixa empresarial. Aprenda mais sobre esse conceito e como fazer esse fluxo na sua empresa!

Voltar